08 fevereiro, 2012

Nada a ver, mas apeteceu-me



Quem conhece ou acha que conhece o meu marido vê-o como uma pessoa antiquada. Retrógrado, velho de mais para a idade que tem, autoritário e até um pouco machista.

Depois apareço eu, com ideias totalmente opostas, que acho que devemos ter uma mente aberta em relação a tudo, que acho que as mulheres podem e devem conduzir bem, que devem ter empregos que gostem, cargos de chefia, devem sair à noite, cuidar de si, e fazer o que bem lhes apeteça desde que isso obviamente não comprometa o respeito e liberdade dos outros.

E fazendo eu isso tudo o que é que acontece? Ele admira, gosta, incentiva e aplaude.
É a primeira pessoa (ex aequo com os meus pais e irmã) a querer ver-me feliz. Não me diz para ir para o ginásio ou para sair à noite ou para ir ao cabeleireiro, etc, mas sempre que o faço, ele está ali a dizer que estou bonita, que estou contente, que estou feliz e que isso o deixa bem. Orgulhoso de mim. Descansado.

E após esta descrição, reparo que descrevi também o meu pai. Os grandes Homens da minha vida.

Bem dizem que temos tendência a escolher num marido as características do nosso pai...

7 comentários:

Pizza disse...

UAU
és a primeira pessoa que oiço dizer isto, é que eu tb acho o R. igual ao meu pai! Em muitas muitas coisas... e se calhar e por isso que estou tão apaixonada. Admiro tanto os dois! :)

Ema disse...

Então e vão três, eu sempre admirei profundamente o meu pai e desde sempre quis um marido parecido com ele e consegui. Ambos me incentivam a ir a fazer, a estar, a sair quando e com quem eu quiser,e acho que não saberia fazer de outra maneira. Isto porque ambos confiam em mim, nunca lhes dei motivos para não confiarem.
Entendo-te perfeitamente! Temos Grandes Homens nas nossas vidas! Beijinhos

mllissa disse...

Pizza, Ema:
Bom partilhar o que sinto e saber que vocês compreendem porque também sabem o que é, assim, ainda sabe melhor :)
Beijinho

Julie disse...

É bom ter um marido assim, eu tenho uma marido assim tb. :)
Talvez não seja tão parecido ao meu pai como no teu caso mas sim, tem algumas parecenças.
Bjinhos

emformacomrubia disse...

Nosssaa! Parece minha história!!

Que legal o post !!! Parabénss

bjkss

Daniela disse...

Nossa amei o texto!!!

Toda felicidade do mundo pra vc!!

Beijossssssssssssss

Joana disse...

Está um texto muito bonito :)

Eu acho que o apoio é uma das características mais importantes numa relação :)

O P. é sempre o primeiro a dizer para eu ir, para sair, e eu também incito-o imenso a sair com os amigos.

Por outro lado, as minhas amigas acham super estranho que eu incite assim o meu namorado a sair, como se fosse algo de mal! ;)

Beijinhos :)

Percurso