11 maio, 2011

O problema é que estou mais gorda

E consequentemente mais frustada. O que leva a que coma mais e acrescente mais uma frustação. E ando nisto. É isso e o trabalho. Começo cheia de energia e planos e objectivos e boas intenções. Depois vem mais uma coisa e outra e já me perco e não resolvo nada. Se há dias em pego nas coisas e as vou resolvendo, há outros em que para resolver uma ainda arranjo mais um problema, é só coisas a empatar, ou coisas que dependem de outras pessoas e não saio daqui. E isso irrita-me. Depois ando uns dias toda atrapalhada a ver o que é que vou resolver primeiro até ao dia em que decido fazer uma coisa de cada vez tendo que deixar alguma para trás. E ninguém morre por causa disso, mas eu levo sempre tanto tempo para o perceber. E depois resolvo tudo, só que perdi um tempo enorme nisto. Entretanto já engordei outra vez e resolvido o trabalho falta-me a dieta. E ando não sei quantos dias a tentar mudar alguma coisa enquanto como e engordo. E um dia ponho um ponto final nisso e até percebo que consigo emagrecer. E emagreço. E fico toda feliz até aparecer outra coisa qualquer...de trabalho. A minha maior capacidade é resolver várias coisas ao mesmo tempo e conseguir pegar numa sem largar outra, mas não consigo aplicar isso em todas as vertentes da minha vida. É demais. A velha história do ser mulher, mãe e profissional a 100%.
E depois vem a questão: O que é que deixo para trás? Toda a gente pensa que eu dou conta de tudo, há pessoas que me admiram por isso, mas na verdade se lessem isto...oppps. Não gosto de dar parte fraca, mas neste momento é assim que me sinto. Acho que tenho um problemazinho de organização e prioridades e bom senso. Confusa???

6 comentários:

mariana disse...

Realemente é dificil fazer tantas coisas ao mesmo tempo mas... temos de nos armar em super-mulheres! Não podemos deixar o nosso bem estar e a nossa auto-estima para trás... temos de ter força para continuar.
Força nisso :) beijocas

mariana disse...

*realmente

Ana M disse...

Pois, por xs a nossa vida tem tantas vertentes que nos parece impossível não deixar algo para trás.. mas eu acredito (e tnh esperança) que com a prática consigamos adaptar-nos :)
Beijinho

Julie disse...

Ser mulher nos nossos dias não é tão fácil como antigamente. A sociedade é mais exigente, mas foi por isso mesmo que lutamos.
Não podemos nos deixar em segundo plano, temos que ter auto-estima e confiança.
Contudo, não temos que conseguir perceber os limites. Somos de carne e osso, como os outros.
Abrandar o ritmo não é sinal de fraqueza, é sinal de inteligência.
Não podemos carregar tudo sozinhas, pelo menos não de uma só vez.

Tem calma querida, talvez estejas a ser muito exigente contigo própria.

Beijinhos e força

GiH disse...

Com certeza é dificil, mas vc tem que se organizar para fazer as coisas.
Beijos e boa sorte.

New Life... disse...

É difícil, sim. Mas vc vai conseguir!!!! E não desista, viu? Tenha força. Vc tem o nosso apoio! Bjsss!

Percurso