11 agosto, 2010

Stress vs comida?!

Sempre pensei que comia por prazer. Desde pequena que vou oscilando entre o "meia gorducha" e o mais elegante, sempre porque gostava de comer. Nunca me senti mal com isso, nunca fui assim gorda, gorda, digamos que tinha carninha. Na Universidade comecei a ter alguns cuidados e emagreci, não fiquei magra, fiquei bem. Sempre com as minhas curvas mas sem excessos. Tive grávida duas vezes e aí comia sem parar, tambem para substituir os cigarros porque nessas alturas deixei de fumar...e então comia. Mesmo assim consegui recuperar rapidamente. Eles nasceram e eu voltei ao peso normal, embora sempre oscilando entre eu gosto de comer-engordo e eu quero ficar elegante-como menos. Mas foi devido ao trabalho que o meu peso começou a disparar. O dia inteiro sem comer, não havia horas para nada, comer era um luxo, dormir tambem. Chegava a casa á noite e a fome juntamente com os nervos dos problemas para resolver em velocidade relâmpago, davam-me para comer tudo o que encontrava de pior. Comida rápida e calórica, desde sandes, bolachas, etc.
Um dia apercebi-me que estava a vestir o L e mesmo assim não conseguia disfarçar as banhas. Apercebi-me tambem que andava todos os dias irritada. Apercebi-me que o meu filho já sentia a minha falta, não de corpo presente mas de disponibilidade mental, de apoio, de acompanhamento. E decidi pôr um travão nessa vida. Comecei a fazer RA, inscrevi-me no ginásio, e vou aprendendo a dizer "não". A deixar de me armar em super mulher, fazer trabalhos por 3 ou 4, conseguir, mas faltar tudo o resto.
Ontem entrei novamente em stress, um dos maiores desde que decidi mudar. Porque os prazos continuam apertados, a responsabilidade existe, há dinheiro envolvido, há pessoas envolvidas, há uma empresa a manter, pelo menos a manter no meio desta crise.
E pronto, o dia sem comer e se no dia anterior ataquei as bolachas e o chocolate, ontem ataquei 3 sandes de pão de forma, com queijo, fiambre, ovo e maionese...
E senti que foi por emoção, para descarregar os nervos. E depois irrita-me mesmo muito, não as sandes em si, mas esta sensação. Senti-me fraca. Foi como se me estivesse a castigar. Ridículo...

Hoje já estou melhor, afinal não há nada que não se resolva, só depende de nós e não quero voltar a sentir essa sensação de fracasso e claro não quero engordar!!!

6 comentários:

Maria disse...

Olá Mlissa! O nosso cérebro está no comando mas nem sempre sabe mandar. Eu ontem tinha sopa para o meu jantar, mas não a quis. Comi uma sande com pão de forma, queijo e paio! Que fazer? Recuperar no dia seguinte. Não há muito mais a fazer. Fica feliz que essas compulsões (se lhe podemos chamar assim) são cada vez mais raras. Eu não sei, mas acho que sempre teremos estes momentos de compensação através da comida. São hábitos que estão entranhados em nós quase desde bebés... Compensamos nas refeições a seguir com algo mais leve, voltando logo ao nosso rumo.
Bj grande (ainda bem que hoje já te sentes melhor)

Rita G. disse...

às vezes os nervos, o stress fazem-nos ter um segundo em que atacamos tudo o que aparece à frente, bolachas, bolos e depois fica aquela sensação de desilusão, de falhanço. Acontece-me algumas vezes e irrita-me imenso. Mas depois há que recomeçar, não há outra forma! bj linda e boa sorte:)

Vida de Gorda disse...

Olá!
Acho que tu já te entendeste contigo e concordo com que as meninas disseram. Olha paciência né, não és a super mulher e ninguém é de ferro e reconhecer o problema é meio passo para lidar melhor com ele. Resolve-lo penso que será impossivel, em alguma outra altura de stress voltaremo-lo a fazer. Mas ao menos ja sabes que nos comportamos assim (sim eu tb), mais vale ter noção do que andar sempre a fazê-lo sem sequer se aperceber. Se não se conseguir evitar depois compensa-se. Va bora la afinar as agulhas. Ficaste frustrada por nao conseguir entregar a cena e pelo que implica né.....pá o teu dia so tem 24 horas e é apenas justo que uses algumas para descansar. Nao podes fazer tudo e sair sempre bem e se nao entendem isso façam-no eles né?

beijo grande
luv u

boneca de porcelana disse...

Compreendo muito bem os teus sentimentos porque muitas vezes (demasiadas...) compenso na comida os problemas que tenho na minha vida. Mas assim só terei mais um problema, não é mesmo? Esquece o que fizeste ontem, hoje é um novo dia :)

Força!

Aleinad disse...

por acaso compreendo-te!
ha pessoas que dizem que emagrecem por causa do sistema nervoso etc, eu sou ao contrario, stressada só me dá vontade de comer :(
enfim...

bjs

Lilith disse...

conheço bem as 2 sensações que descreves: a que nos faz refugiar na comida e aquela que fica depois de comermos muito mais do que queríamos. E é por conhecê-las tão bem que te digo que não é um episódio desses que te enfraquece, não quando as vitórias são mil vezes maiores e em maior quantidade :) bola para a frente, és uma gaja forte e ninguém duvida disso, tu também não podes duvidar!

beijos :)

Percurso