15 junho, 2011

É quase uma armadilha

Já falei aqui que engordei devido ao trabalho. Ritmo de vida. Stress. Sem horários para nada. Enfim...
Uma das coisas que contribuiu e muito foi a quantidade de bolachas que comi ao computador enquanto trouxe trabalho para casa. Quase todas as noites, ou seja, quase todas as noites comia um pacote de oreo (Acho que há por aí meninas que se lembram da saga oreo...). Hoje trouxe trabalho para casa. Bolachas não há, porque deixei de comprar, assim como chocolates ou gelados, refrigerantes, batatas fritas, etc. Mas estou aqui a segurar-me para não atacar cereais por exemplo. Ou outra coisa qualquer que encontre na cozinha. Nem sequer vou lá...me-do. Mas como uma cabeça de gorda é sempre uma cabeça de gorda e à custa desse hábito, já me lembrei das bolachas uma série de vezes. A nossa mente é mesmo muito traiçoeira...ainda bem que não tenho. Ainda bem.

5 comentários:

Me disse...

Ai como te entendo....engordei a comer á noite ( eu por compulsao...) e quando não tinha porque comprava, ia ao que havia ( ia???? vou!!!).

Força para ti e bons controles;)

Anita disse...

A nossa mente é o nosso pior inimigo e o nosso maior obstaculo :(
Muita força!!!

Loh-la disse...

E avelãs ou amêndoas? Às vezes são os frutos de casca dura que me ajudam a controlar essa vontade de snack-ar enquanto trabalho ao computador...

estrela disse...

eu ando a engordar e emagrecer mas também já não me ralo...quanto às bolachas deixa lá ver se há outra coisita menos calórica....hummm....frutinha cortada aos bocaditos e vais tirando...faz sempre bem!!

Rita G. disse...

É mesmo melhor não comprar essas coisas, se não temos não comemos! bj:)

Percurso